Google+ Mais um pra junta cum nois - Sérgio Hondjakoff, o Cabeção de “Malhação”, se torna cantor de funk | RECOPIA Seu Canal fora do Youtube

domingo, 26 de abril de 2015

Mais um pra junta cum nois - Sérgio Hondjakoff, o Cabeção de “Malhação”, se torna cantor de funk

A dupla de funk Cabeção e Dino Boyer (Foto: Divulgação)

Após depois de ter deixado o elenco de “Malhação”, o ator Sérgio Hondjakoff continua sendo lembrado pelo personagem Cabeção. Longe das novelas desde 2009, quando atuou em “Bela, a Feia”, na Record, ele nunca mais emplacou nada e agora está tentando reconstruir sua carreira.

Com o nome do seu personagem marcante, ele forma a dupla de funk Dino Boyer e Cabeção, ao lado de um amigo, e lança neste mês sua segunda música, “A Paulistinha”, na internet. Segundo Serginho, as músicas da dupla são leves e tem “Claudinho & Buchecha” como inspiração.

“A gente faz um funk mais light, nossas letras não têm nenhuma sacada muito maliciosa. É até um pouco ingênuo”, revela Hondjakoff. “Nossa definição é pop funk melody. É na ‘vibe’ do Claudinho & Buchecha. Uma mistura de música popular com batidão”, disse o seu parceiro, Boyer.

Apesar de ser conhecido apenas pela sua atuação, na década de 90, Sérgio conta que participou do grupo infantil Terra Encantada, com o qual gravou um disco: “Era tipo um Trem da Alegria. Foi um momento bem legal, quando emagreci pela primeira vez. Eu era super gordinho”.


O personagem marcou a história da novela (Foto: Divulgação)

A ideia de usar o nome Cabeção como nome artístico foi para facilitar o reconhecimento. “A gente optou por fazer alusão ao grande personagem que nunca foi esquecido”, diz Dino. O ator conta ainda que não se importa em ser chamado pelo personagem, pelo qual ficou marcado.

“No começo da ‘Malhação’, eu ficava incomodado. Hoje acho uma coisa boa. Estou bem mais maduro. É uma honra ter esse apelido. É sonoro”, disse ele, que estreou na novela como irmão do protagonista Marcelo (Fábio Azevedo) e foi ficando, ganhando espaço na história.

“Eu sabia que era uma oportunidade única de aprender. E também pelo lado financeiro. Precisava ficar”, conta ele, dizendo ainda que começou a enjoar do papel e pediu para sair: “Faltou um pouco de maturidade. Eu poderia ter ficado mais, eles queriam. Enfim.”

Ao sair da novela, ele ainda ganhou um papel em “Pé na Jaca”, em 2006, mas as oportunidades foram acabando e ele foi para a Record, onde fez apenas uma novela. Longe da televisão até 2014, ele voltou no “Vídeo Show”, mas acabou saindo pouco tempo depois.

Agora, seguindo a carreira de cantor, Dino e Hondjakoff buscam uma gravadora para o primeiro disco e planejam um clipe de “A Paulistinha”.





0 Comentários
Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...